domingo, 20 de maio de 2012

Pesca embarcada Sines

   Sines, terra que muitos pescadores e grupo de amigos escolhem para fazerem as suas saídas na pesca embarcada, eu tive a oportunidade de tirar a carta de marinheiro de recreio à uns anos atrás e desde ai faço muitas vezes de marinheiro para uma empresa  marítimo turística aqui de Sines.
   Pois para muita gente quando se fala de pesca embarcada é sinónimo de balde cheio e grandes exemplares, mas não é essa a verdade, o sucesso para a pesca embarcada passa muito por material, maneira de pescar,  paciência, isca e maneira de iscar, anzóis, baixadas e comprimentos do estralho, bem podia exemplificar mil e uma coisas para ter sucesso nesta pesca, mas vou sou relatar o mais importante para pescar aqui na zona de Sines com alguma da minha experiência que fui ganhando com as muitas saídas que já fiz.
   Pode-se fazer vários tipos de saídas com objectivos diferentes,Pargos, Goraz, Douradas (Outubro,Novembro,Dezembro), mas o mais comum e  porque a malta quer é ver a cana a picar é começar bem cedo a norte em pesqueiros bem fundos (80m) de areia a procura dos bezugos, que aqui na nossa zona são de excelente qualidade, pois neste tipo de pesqueiro aconselho a pescar com estralhos bem curtos e com 3 anzóis 0/2 , pois para além de se apanhar bons carapaus e bezugos o anzol um pouco maior afasta as bogas que tem a boca pequena, costuma também aparecer aqui bons aranhas, pata roxas,e até marmotas já vi sair, as cavalas quando capturadas aproveita-se para iscar a filete é excelente para o bezugo, a isca mais comum é o camarão e não esquecer de trazer chumbadas de 200g.
   Depois de a malta se fartar desta pesca é hora de procurar uns entrelhados a procura de umas choupas, safias e do brinde chamado Pargo, ai temos que fazer escolhas, ou tentamos apanhar o brinde ou compomos mais o balde com mais uns peixes de palmo, se não queremos arriscar baixa-mos o nº do anzol, aumentamos os estralhos e podemos baixar o peso da chumbada pois já se pesca um pouco menos fundo, se queremos arriscar ai temos que pescar apenas com 1 ou 2 anzóis estralho comprido e iscas boas que por aqui em Sines fazem moça, como filete de cavala fresca, lula, sardinha e caranguejo.
   Não quer dizer que não saiam Pargos com camarão e anzóis pequenos, mas isso já é mais sorte do que pescar, mas já vi muitos casos destes,lol. Outra coisa muito importante é usar fio multi filamento com um chicote no final de 0.40 mono filamento, pois o multi filamento é a diferença da noite para o dia no sentir o peixe em especial a partir dos 30, 40 metros.
   Mas a minha pesca favorita sem duvida na embarcada é as douradas, aqui sim é preciso muita paciência, como só se pesca 3 meses a dourada por vezes as minhas saídas por falta de tempo são poucas, este ano apenas fiz duas saídas o que rendeu nas duas 6 douradas (7Kg) e um Pargo (1,7 Kg), e grandes safias, 70% da malta que eu acompanhei nestas 2 jornadas gradou, isto porque ou passado uma hora já estão a trocar estralhos e anzol para apanhar safias ou simplesmente não as conseguem ferrar, é que elas aqui não picam e se não se conhecer o toque ligeiro de mamar típico da dourada nem as vêem.


Douradinha de kilo apanhada em Dezembro que hoje morreu no forno

   A dourada pesca-se com o caranguejo, vejo muita malta de Setúbal a pescar aqui em Sines com o caranguejo inteiro eu corto as patas o miolo ao meio e isco sempre com 2 a 3 miolos apenas e deixo algumas patas, se a iscada vem com os orifícios das patas no anzol é sinal de peixe pequeno mas se o anzol vem limpo são elas que andam lá, logo máxima atenção, a Doura masca e desfaz o miolo com os seus poderosos dentes e se não se der a ferrada na altura certa é quase impossível ferra-las.
   Eu normalmente pesco com anzol 0/2 ou 0/3, estralho 0.40 normal ( não uso fluorcarbono na embarcada) pelas experiências que tenho feito, não tenho achado diferenças,fio multi filamento no carreto e uma cana mais rija para puder dar ferradas fortes.
   Não se esqueçam que estas dicas são aqui para Sines, cada sítio tem a sua característica e maneira de pescar, a minhas dicas são as minhas experiências não querendo dizer que sejam as melhores, mas sim as que me têm dado algumas alegrias e lutas engraçadas.


Belo almoço


Marina de Sines

6 comentários:

  1. Boas João!
    Não sou adepto da pesca embarcada, embora já o tenha feito algumas vezes...
    Mas sou adepto sim dessa travessa que tens aí :)
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Boa dourada amigo,as dicas que deste em relação as douradas acho que são universais,a minha pesca aqui no rio a partir de agora maio e até setembro é sempre com caranguejo mole e de descascar,o meu objectivo as douradas o resto é por acréscimo ,e tal como ai mesmo a pescar a pouca profundidade a dica é sempre a mesma,só mamam o caranguejo é quase como um baloucar da ponteira que para os menos experientes parece mesmo só um baloiçar por causa do barco ou da ondulação,mas para quem conhece as manhas vale a pena esperar por estes toques,um abraço e parabéns pelo post.

    ResponderEliminar
  3. Boas João!
    Boa dourada ,deu um belo almoço regada com uma boa garrafinha dum bom branco ai ai ai:)))eu pessoal mente não gosto de pesca embarcada,eu sou um ferrenho da pesca apeada preferência nas rochas, força ai.
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Boas Pedro,a pesca embarcada por vezes é bem dura, o desgaste é enorme principalmente para mim que como sou o marinheiro pesco muitas vezes a proa sem o acomodo da popa do barco com as cadeirinhas,lol...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Boas Nuno, têns razão,mas aparece muita malta aqui a pescar de maneiras diferentes,e depois gradam em douradas e o bailoçar no rio deve-se ver bem, mas no mar com a vaga é bem diferente, as vezes sai 10 douradas em 12 pescadores e só 3 é que apanham, força ai para as tuas douradas no rio,obrigado e grande abraço, os patinhos eram giros,lol.

    ResponderEliminar
  6. Boas alexandre, por acaso foi um verdinho bem fresco,lol, epa eu também não troco pesca nenhuma por uma boa pesca ao pião na nossa costa do norte a apanhar aqueles sargos que a gente tanto gosta em cima da espuma, obrigado um abraço.

    ResponderEliminar