quinta-feira, 20 de julho de 2017

Dias porreiros

Ola pessoal.

Uma das razões que me fez continuar a postar aqui no blog, foram as amizades que fiz ao longo destes 5 anos, foram poucas mas boas até a data, uma delas foi com o velho Lobo do Mar, bem conhecido aqui no mundo da pesca...

Uma ida ao sul e reuni as condições para ir ao covil do Lobo, levei uma saladinha de polvo alentejana, com uma salada de verão à Lobo e uma geleira rechiada de loiras, e ali tivemos a contar histórias de pesca por uma boas horas.


Este ano o amigo Pedro como não gosta do verão, arranjou um spot novo bem refundido, para fugir aos ETs, só é pena uma coisa, não dá para pescar às safatas de verão... ele não brinca na preparação do material, geladinhas, geladinhas....

 

Depois de muitos anos a receber comentários sempre positivos e animadores, finalmente conheci o Francisco Belo, que se juntou ao Muralhas para fazer uma sargalhada em Sines, mas como isto não é como nós queremos em vez de sargos levaram uma carga de porcos, que safaram a ilhada da chibatada... depois disso fomos ao petisco, com uma entrada de percebes de Sines e um choco frito acompanhado de umas canecas a maneira, um dia bem passado mesmo sem sargos, malta fixe, onda porreira é o que se quer, a pesca não é só carregar... como muitos pensam...

Ainda tiveram o privilégio de conhecer o Sócrates e o Gordinho, e ver o porquê do ultimo post, mesmo sem os listados gostei muito deste dia, a jantarada foi marcada pelas histórias de pesca do Muralhas... ;)


Um dia deste dei com minha segunda dourada do ano e um belo matateu, a salvar um dia de pesca fraquinho de sargaria, foi mesmo para dizer que nos últimos cartuchos que salvei a pesca já sem grandes esperanças...


Boas fainas