quarta-feira, 8 de abril de 2020

Memórias

Para dinamizar e  entreter neste tempo de espera infinita, andei a vasculhar fotos antigas, poderia ter muitas não fosse a minha casmurrice de nunca gostar de tirar fotos, principalmente no surf com amigos na adolescência, mas também as maquinas mal existiam.
O meu primeiro peixe a sério, um pargo com 3 quilos, não parece mas tinha, relembrando este dia, hoje era uma lição de pesca, saída no barco de um autêntico mestre e grande pescador de Gorazes, Pargos e besugos, aos 120 metros ao largo de Sines, e pescados a mão, para a minha admiração, não percebia nada de pesca, eu tirei este peixe e fiquei feliz como tudo, nunca me esquecerei das caixas do Sr Cordeiro neste dia...


 Mais um dia de trabalho, como era bom trabalhar no surf.


Enquanto se trabalhava, também dava para curtir uma ondeca.


Também vai ficar gravado para sempre a hora desta moreia sair da água, parecia uma cascavel, e o medo que tive de ela me morder, 5 Kg , gorda de mais, as boas são as de 1 a 2 kg pois esta tinha mais gordura do que carne, mesmo foi seca e frita, parecia tocinho :)


Praia do malhão a mais ou menos 15 anos atrás, praia que trabalhei também, nesta altura eu a pensar que já havia gente a mais por aqui, estava bem enganado, era o paraíso e não sabia.


Lembro-me  perfeitamente desta embarcada, fazia de Marinheiro para uma embarcação MT aqui de Sines aos fins de semana já lá vão mais de 15 anos, como marinheiro pescava a proa quase sempre, mas neste dia sobrou um lugar e pesquei muito confortável no meio de 8 gajos sempre a mamar cervejas, era impressionante a bagagem da maioria da malta que saia para pescar, neste dia houve um gajo que apanhou 3 polvos ao meu lado, a pescar a 60 metros de fundo, eu fartei-me de apanhar peixe, besugos bons foi uma caldeirada, pargotes e um belo sargo, para o que costumava apanhar foi uma pesca de luxo naquela altura


Grande caldeirada, era para os dias que trazia meia dúzia de safias que pareciam folhas de papel, a pesca embarcada ao pica pica como se diz, dá grandes sovas num gajo.


Dias destes nas Maldivas, há muitos e não são poucos, já tive o privilégio de ir lá duas vezes, não me posso queixar ... agora é aguentar.

domingo, 29 de março de 2020

Tudo ao contrário.

Depois de uma árdua luta física que me debati no ultimo Ano, em Janeiro lá consegui apanhar uns peixes e começar uma recuperação que ainda irá durar, respeitando as leis, agora que vinha ai a minha época, toca de arrumar as canas outra vez, mas épocas espero que haja muitas, agora é mesmo importante o isolamento máximo que pudermos fazer.

Bem sem poder fugir ao que se passa, deixo aqui o meu raciocínio.

A China pós o Mundo inteiro a viver à Chinês, Trabalho Casa, Casa Trabalho, sair com espaço e ordenadamente, o mais rápido possível, a Coreia do Norte, País mais restrito do Mundo, hoje o mais livre de sempre, se o Vírus se propaga e eles estão isolados, então não têm Covid-19 logicamente e para acabar já pensam em libertar os presos e nós continuamos fechados, e sem sequer puder usufruir do mar... está tudo ao contrário.



Bem no meu caso, como trabalho numa empresa que não produz bens essenciais, estou a fazer 12h por dia à 15 dias, recebo material de Itália, Espanha, França e Alemanha, sim por camiões ( fronteiras fechadas) e engraçado produzimos para Alemanha e Espanha, ó pá , já me esquecia que não tenho filhos, tenho que alancar 12 horitas, mas a minha Avó ou Sogra ou Pai que poderão viver comigo não é preocupante (coisa que o Estado não pensou pois não existem casos destes), para finalizar sofro de Asma e Bronquite mas não fui considerado doente de risco, pois o Médico da medicina de trabalho sem me consultar, por telepatia, sabe que tenho a doença controlada e não sou de risco, além de medicina também tem curso de vidente já me esquecia, porra eu sou chato e só arranjo problemas, Não é apenas os meus últimos 15 dias .



Conseguem ver o que se passa aqui ao lado em Espanha e Itália e conseguem fazer o mesmo erro, que grandes anormais, no meu ver vamos a caminho do mesmo e só há um culpado o Governo, tudo por causa da puta da Económia.
Em Sines maior pólo Industrial do País não há casos, também não há testes e como meio pequeno basta um infectado  para parar a Industria toda aqui, só estavam ai uns 1000 espanhóis aqui a uns dias em trabalho mas os moços não tinham nada, para não falar dos Navios que entram e saem desalmadamente por aqui, Desculpem mas o Governo não esta a pensar em Nós, estão a pensar como não vão perder tanto dinheiro, uma palhaçada chamada António Costa.



Como a minha realidade, há ai milhares de trabalhadores certamente, fecham praias e não fecham Aeroportos, vão pastar políticos de merda.

Ainda fui a tempo de recuperar a minha arca e ter peixinho para comer durante o estado de emergência... vamos ter paciência e saúde para todos os amigos e família que por norma passam aqui.
Neste caso não desejo boas fainas mas sim bom Isolamento.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Peixe para o almoço.

Olá malta.
O tempo que tenho pescado, tem sido o suficiente para uma boa alimentação, pouca fartura, mas o quanto baste e com qualidade, chega na perfeição para não ir ao supermercado tantas vezes e comprar sei lá o que!!! 
Como tenho pescado pouco, tenho cozinhado mais, então mais fotos de petiscos do que peixe é o que tenho para mostrar:)


Algures por a Ria Formosa


Uns peixinhos prontos para irem estagiar no topo do frigorífico, para serem desgostados durante a semana 


Nesta altura do ano e no final do verão, é quando os sargos andam redondos e gordos, transpiram gordura e por vezes até a grelha pega fogo, não me canso deste peixe:)


Mais uma pesca modesta, que deu uma bela grelhada e um arroz de peixe com camarão no dia seguinte, claro que o bodião deu o mote para o caldo do arroz, para mim o melhor peixe para uma arrozada saborosa a mar, é pena é apanhar tão poucos hoje em dia.


O Natal passei na terra do Manel do "Fui à Pesca", podíamos  ter bebido uma cola é verdade, apesar de ter desculpa que tu irias entender... este Pôr do Sol merecia uma cola sem gás:)


Agora dizem vocês (finalmente este gajo põe um peixe de jeito, é só petiscos num blog de pesca) mas este foi mesmo o melhor peixinho que apanhei nos últimos tempos...


No fim de semana apanhei apenas um peixe, amanhei-o e escalei o grande dentuças, de seguida cortei-o as postas, inclusive a cabeça e brasa com ele só para ganhar cor, acompanhado de sangria tinta apenas com sumo de maça natural, só provando mesmo... mas que belo sargo:)

Eu armado em Chef de cozinha, mas há um prato que levo baile da minha sogra, já comi muitas vezes ervilhas com ovos, mas estas com carne de porco preto e alhos fritos, um dia se abrir um tasco, só preciso de saber fazer isto, com tinto e pão Alentejano, é um luxo, passo muito bem sem sargos e estrago a dieta quando isto me aparece à frente:)


Boas fainas

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Novo Ano

Viva pessoal.
Sendo difícil de dar vida aqui ao blog por vários factores, e também por muita falta de vontade minha,  para fazer um post não é preciso muito, nem carradas de peixe, também não o tenho apanhado, mas como sempre vivi ao lado do mar, coisa que não me pode faltar é ter uns petiscos apanhados por mim em casa, mesmo com alguns contra-tempos vou conseguindo fazer os meus petiscos e ir apanhando alguma coisa para a dieta.


Uma má pesca e umas conquilhas, fazem um arrozinho malandrinho com postinhas fritas:)


Um dia destes enganei-me e apanhei um Senhor Choco, nunca tinha apanhado um tão grande.


Um Sarrajão Maluco e perdido, deu umas belas refeições, uma lasca da rabada do magano com acompanhamento a minha maneira, quem sabe um dia abro uma tasca só para fazer estes petiscos do mar;)


Para fazer uma salada de Lula grelhada, neste dias de sol que parecem primavera, uiui, um petisco do catano.


Tordos fritos à Lobo do Mar, e uma Lula à minha maneira, deu para molhar a goela num dia destes antes do Natal... 


Que saudades que tenho de apanhar uns sargos, agora com defeso a Sul de Sines, rumam muitos pescadores para cá, não deixem é as caixas (de leite) dos ralos pelas pedras e lixo, com o defeso vejo logo as marca dos forasteiros... apesar de muitos locais também serem da mesma laia... 
Boas fainas.

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

A minha fiel amiga

Como tem sido habitual, ao longo destes anos aqui no blog, além de pesca e surf, por vezes falo de outras coisas, como algumas viagens que já fiz, mostrando se possível nesse lugar alguma conexão com o mar, hoje acrescento uma dedicatória e umas palavras a minha fiel amiga, que já não me vai esperar a sair da água, nem a matar a curiosidade do que trago no balde para almoçar, minha grande amiga.


As fotos nem precisam de comentário, ficam na memória para recordar, hoje em dia já é muito fácil de guardar memórias, nada como nos anos 80 e 90 que até tínhamos vergonha de tirar as poucas fotografias que temos dessa altura, pelo menos eu era assim...


O mar enfrentava-o sem medos de ondas e de se molhar, só para tentar estar mais perto de mim, de vez enquanto bebia uns pirolitos :) 
Desde pargos, robalos,douradas, sargos, todo adorava, mas o seu peixe perdileto eram carapaus, ainda bem que apanhei bastantes nos ultimo verão, fartou-se de encher a barriguinha:)


Este ano passei por Itália uns dias, percorri centenas de quilómetros junto a costa norte do Mediterrâneo de Itália e costa Sul de França, por incrível que pareça, não consegui uma foto de um pescador, depois cruzei o norte de Itália até a baía de Veneza, sempre imaginamos um lugar antes de lá ir, e Veneza não era nada do que imaginava, um vai e vêm de barcos de todos os tipos, navios, cruzeiros, gondolas, mais os milhares de turistas, em dezenas de ilhas frágeis devido a altura da  água, se gosto de multidões e confusões, claro que não, adoro o meu Litoral Alentejano, calmo e tranquilo, mas é muito bom ver, conhecer e desenrascar-nos fora do nosso habitat, para regressar com mais bagagem e estaleca para as dificuldades que só tem a crescer com o passar dos anos.


Viajar não é só curtir, tem muitos contras, desde a alimentação, esperas nos aeroportos, o nervoso miudinho quando há turbulência, as constantes tentativas de nos enganaram e impingirem tudo o que tem para vender e muitas mais coisas que não nos deixam a vontade, claro que depois isto depende de pessoa para pessoa, o bom, é a descoberta, a tal realidade totalmente diferente do imaginado, a novidade, o conhecer outros hábitos e culturas, o desafio do momento, tudo isto traz mais vivência e experiência para nos fortalecer e saber lidar com novas situações, é isso que valorizo numa viagem.
 Nesta foto apesar de nublado, estava um calor diabólico em pleno Verão, era maré cheia e dá para ver bem a fragilidade de Veneza com 2 ou 3 metros a mais de água, nada me surpreendeu as ultimas noticias vindas deste sítio, que deveria ser mais protegido pelos Italianos antipáticos, devido a sua beleza e principalmente pela  morfologia única deste espaço no mundo, totalmente diferente e muito mais bonito do que imaginaria.


Em Roma, estive 3 dias, o que mais me agradou, foi mesmo passear e deslocar-me a pé sem gastar dinheiro algum indo aos pontos mais celebres da cidade facilmente, um museu ao ar livre sem duvida, o Coliseu é a referência da Cidade e para quem não gosta de cidades, desta até gostei, ampla, espaçosa e muitas ruínas romanas, a fazer lembrar os filmes dos gladiadores e de Júlio César, claro que fui ao Vaticano, ai desagradou-me a quantidade de pedintes e burlões a tentarem enganar todo o mundo, por isso passa-me ao lado a religião, respeito, mas muito sinceramente já estava vacinado para aquilo que iria encontrar... ir a Roma e não ver o Papa, não assim tão fácil :)



Neste dia, a minha menina papou um sargo.

Como tenho estado sem poder pescar, tenho esticado as fotos a brava, para manter o blog activo, tudo o pescado é apanhado dentro das suas épocas por lei.




Petisco Algarvio, só não apanhei o presunto e o tinto.


Claro que quem gosta dos nossos animais somos nós próprios e passa ao lado do resto das pessoas, mas senti a necessidade de memorizar aqui a minha fiel amiga, entretendo vocês com uns peixecos e umas fotos de Itália, pois este post é mesmo é para mim!!!

Até um dia minha amiga.