sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Continuação das aventuras de verão.

Desta feita, a história continua, com umas fotos Açorianas, a tentar fugir à rotina das tradicionais fotos que todos nós conhecemos, há muitos imagens desta linda ilha de São Miguel para mostrar e variar o cenário do habitual.

 
 Lagoa das Sete Cidades vista do Miradouro da lagoa do Canário

Em conversa num petisco com o amigo Pedro, falei-lhe do sítio perfeito para ele morar, amigo vê-la se encontras a tua casa? eu calhando também gostava de morar por aqui, ahahahhaha.

 Vaquinhas felizes, boa vida a das bichinhas
 
A curtir o bom tempo do Outono.
 
O verde da ilha é constante, e as coisas bem tratadas também, não é como aqui.


Em Pleno Agosto eu, o Pedro e o Capitão, lá tivemos que virar uma sangria à Lobo com o tradicional marisco da época... malta rija, eheheheehh.
 

Numa manhã destas lá fui apanhar uns peixecos para me alimentar durante a semana, lá saíram uns quantos... o suficiente para me alimentar bem e manter a dieta.
 
Para mim a lagoa mais bonita (Fogo) parecia o Alasca, ao vivo o som intenso de uma enorme colónia de gaivotas de patas amarelas, faz com que pareça que estejamos dentro de um programa do National Geographic.
 
Boas fainas. 

sábado, 30 de setembro de 2017

Aventuras de verão

Estou de volta para manter o blog ativo e relatar alguns momentos junto ao mar e a mesa, onde não faltaram bons petiscos.
Os sargos escassearam este verão, se o ano passado contei pelos dedos a devoluções de sargos, este ano muito sargo miúdo devolvi ao mar, tantas leis e penso que a mais acertada era passar a medida mínima dos sargos para 20 cm, e das choupas sim para 15cm e não 23cm, pois é um peixe que não cresce muito.
Cada um  tem a sua ideia não é??  hahahahah.
 
Bem mas um dia de Julho safei uns sargos jeitosos depois de apanhar uma teca de percebes, estes que agora estão em defeso, e realço estes percebes são de Julho, para não criar confusão na cabeça de alguém, tenho que repetir e vincar o que escrevo aqui...  um dia daqueles que eu adoro com uns sargos bem jeitosos e outros de dose, nada como chegar a casa comer umas unhas de entrada e grelhar um listado com umas boas pedras de sal a desgostar um tinto.
 

Pré Forno
 
 
O verão foi passado por Sines Faro e Açores, onde já tinha ido por 3 vezes mas sempre em trabalho (Futebol) e não dava para visitar nada sem ser Ponta delgada, mas agora ir aos Açores basta ter meia dúzia de euros, pois com Esyjet e Rayner a voar para lá é super fácil, aproveitei e bem que o fiz, já fiz algumas viagens e está será repetida com certeza, mesmo sendo a 4º vez que lá fui, é barato bom e lindo, há surf, sargos ( que ninguém liga) e paz, e as pessoas são prestáveis e simpáticas,  vivia lá na boa, eheheheheeh.
 
 
Ilhéu dos Mosteiros
 
 
Mesmo antes do avião descolar, oiço uma voz que já conhecia, então não é que no banco da frente estava sentado um dos meus melhores amigos de infância, que também iria estar nos Ações com a família a passear, ehehehehe há coisas do caraças...
 
 
 
Eu e o Chiquinho no Ilhéu da Vila, onde fazem o campeonato Mundial de saltos para a água da RedBull.
 
 
Ilhéu da Vila, para mim um dos destinos obrigatórios na ilha de São Miguel
 
 
 
 
 
 
No Algarve sou sempre bem recebido pelo amigo Pedro http://lobodumar.blogspot.pt/
e as patuscadas nos sunset`s à Lobo são um espetáculo.
 
 
Arroz de marisco feito por mim, qualquer dia abro um tasco.
 
 
 
Para acabar por hoje deixo uma imagem das Furnas, onde fazem o tradicional cozido, mas para a próxima vou mostrar umas vistas de cortar a respiração... temos um País Brutal, desta vez fiquei mesmo com a certeza. 
 
Bons petiscos.


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Férias e algumas pescarias.

Ola pessoal.
Visto que os blogues andam muito parados, devido às férias, não me vou alongar muito nas palavras, pois este verão em peixe parece que anda escasso por todo o lado, volta e meia sai uns dentuças, mas longe do sucesso do verão passado.
 
 
Com o calor, passo algum tempo na minha 2ª terra, onde encontro calor a farta, marisco de concha e bons amigos para virar umas geladas, mas isso fica para o próximo post, deixo aqui só um aperitivo.
 
 
Uns sargos jeitosos, já sabem que vou arranjando de vez enquanto.
 

Mesmo com a multidão que se encontra no Algarve, se dermos uma boa caminhada, consegue-se arranjar pequenos paraísos, com pouca gente.
 



Uma boa dieta para manter a forma.
 

Espero que tenha dado para entreter e boas fainas.
 


domingo, 6 de agosto de 2017

Verão com ondulação.

Ola pessoal.
Um verão com poucos sargos e muita força de mar por as minhas bandas.
Mas volta e meia saem  uns sargos e bons, nada da fartura do ultimo verão, mas o sufeciente para umas boas refeições.

Umas fotos da escoa forte das praias do norte, onde parece que é uma praia perigosa, mas na realidade neste tipo de praia não há agueiros e o mar mete tudo cá fora, claro que para quem não conhece e não tem o hábito de fazer praia, foge logo deste local, que também não é convidativo para crianças.
 
  

Se não quiser ondulação, há sempre a praia da         terra, mas a água é bastante fria.

O petisco com o Muralhas e o Francisco Belo do último post
Boas fainas.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Dias porreiros

Ola pessoal.

Uma das razões que me fez continuar a postar aqui no blog, foram as amizades que fiz ao longo destes 5 anos, foram poucas mas boas até a data, uma delas foi com o velho Lobo do Mar, bem conhecido aqui no mundo da pesca...

Uma ida ao sul e reuni as condições para ir ao covil do Lobo, levei uma saladinha de polvo alentejana, com uma salada de verão à Lobo e uma geleira rechiada de loiras, e ali tivemos a contar histórias de pesca por uma boas horas.


Este ano o amigo Pedro como não gosta do verão, arranjou um spot novo bem refundido, para fugir aos ETs, só é pena uma coisa, não dá para pescar às safatas de verão... ele não brinca na preparação do material, geladinhas, geladinhas....

 

Depois de muitos anos a receber comentários sempre positivos e animadores, finalmente conheci o Francisco Belo, que se juntou ao Muralhas para fazer uma sargalhada em Sines, mas como isto não é como nós queremos em vez de sargos levaram uma carga de porcos, que safaram a ilhada da chibatada... depois disso fomos ao petisco, com uma entrada de percebes de Sines e um choco frito acompanhado de umas canecas a maneira, um dia bem passado mesmo sem sargos, malta fixe, onda porreira é o que se quer, a pesca não é só carregar... como muitos pensam...

Ainda tiveram o privilégio de conhecer o Sócrates e o Gordinho, e ver o porquê do ultimo post, mesmo sem os listados gostei muito deste dia, a jantarada foi marcada pelas histórias de pesca do Muralhas... ;)


Um dia deste dei com minha segunda dourada do ano e um belo matateu, a salvar um dia de pesca fraquinho de sargaria, foi mesmo para dizer que nos últimos cartuchos que salvei a pesca já sem grandes esperanças...


Boas fainas
 

domingo, 25 de junho de 2017

Agueiros

Boas amigos.
Começou o verão, mas antes e depois, há dias bem melhores de praia do que no próprio verão, como acontece todos os anos, então antes, qualquer calorzinho a malta vai logo a correr para a praia.
Sem informação e nem vigia, um dia destes pode ser fatal para qualquer um, que não tenha o mínimo de noção dos perigos do mar.
 
Como surfista a mais de 20 anos, dei aulas de surf durante 10 anos quase diariamente, vi muita asneira, e tenho mil histórias para contar, perdi a conta das pessoas que salvei e muitas vezes sem um obrigado...
Lembro-me de um dia salvar 3 miúdos e vir a Policia Marítima, acabar coma minha aula de surf e fazer-me sair da água porque recebeu um telefonema de anormal a dizer que eu não deixava as pessoas entrar na água.
Onde há agueiros, há ondas porreiras, muitas aulas eu habitava os agueiros para ver os meus alunos mais avançados, não me sinto um herói nem pouco mais ou menos, qualquer surfista experiente já salvou pessoas da morte, faz parte de um surfista, acaba por ser uma coisa banal.
Eu e muitos outros surfistas, nunca recebemos medalhas, como se vê por vezes na televisão, devia de haver, era um trabalho do governo para instruir muitas das nossas "policias costeiras" para servir a sociedade em vez de a perseguir na caça a multa.
 
1- Nunca nadar contra o agueiro.
 
 
 
2 - escolher um lado para sair do mesmo, sempre por onde tem mais ondas.
 
 
3 - Nadar para esse lado e automaticamente fica-se com pé.
 
 
 
4 - Com a ajuda das ondas sair do mar.
 
 
 
Tentar manter a calma e se não tiver força, acenar com os dois braços para pedir ajuda, basta saber boiar, (que por vezes) o próprio agueiro encaminha para uma zona de pé.
 
 
 
Se não souber nadar, nunca entrar em praias como as das fotos, sem ser mesmo a frente da espuma das ondas, com água pela cintura no máximo.
 
Uma boa foto para identificar um agueiro.
 
Muitas pessoas iriam tomar banho onde não há ondas, ai está a armadilha.
Antes do verão morreram 2 pessoas na minha praia numa semana, um dia antes numa caminhada matinal com a minha mulher, passei por o local e disse-lhe, esta aqui uma armadilha neste agueiro...
 
 
Fui abordado pela Guarda Fiscal 3 vezes nessa semana, sempre que vinha da faina, há 2 dias mais do mesmo, fds não posso pescar? tenho que me sentir mal em ir a pesca? Já é demais, tanta coisa importante e andamos nós a descontar para isto? Pagar ordenados a Guardas para nos tentarem lixar, deviam era defender o cidadão, dar informação e tentar proteger as pessoas, dando segurança e conforto aqueles lhes pagam.
Mas não, existe uma caça ao pescador lúdico diariamente em Sines, enquanto morrem pessoas nas praias de Sines...
E porque não, trabalharem na prevenção destas situações e instruírem estes senhores para trabalhar para o cidadão na época pré e pós balnear, em vez de andarem 5 horas com binóculos a verem um gajo pescar, ridículo...
 
Finalmente a primeira douradinha do ano.
 
 
Muitos de vocês já sabem identificar os perigos do mar, mas pode ser que a minha mensagem chegue e ajude alguém.
O agueiro não mata desde que a pessoa saiba nadar, agora se não souber, muita atenção, em 5 segundos bebe-se uns pirolitos e não dá hipótese,  nesta praia que aparenta umas ondinhas pequenas, é uma armadinha fatal na zona das setas vermelhas.
 
Junto a dourada vieram uns bolachudos.
 
 
 
Acabar o domingo em beleza.
 
Desejo bom verão com muito cuidado no mar,  nunca é demais relembrar estas situações que num simples mergulho podem apanhar qualquer um, mesmo uma pessoa que saiba nadar pode entrar em pânico e a coisa correr mal...
Boas fainas.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Respeitar a lei.

Boas amigos.
Antes de falar dos agueiros como prometido, deixo aqui um video de 9 kg de sargos e 1 de percebes, tudo dentro da lei.
Pesca feita em Março, com percebe...


 Boas fainas.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Inspiração à Lobo.

Boas amigos,conhecidos e curiosos.
Depois de ler o post do amigo Pedro (Lobo do Mar), decidi contar uma história de pesca, apesar de andar sem motivação para tal, devido a vários fatores, que nem aqui merecem destaque, devo-o ao pessoal que veem aqui deixar mensagens positivas, este post é para vocês!!!
 
 
Mais um dia de primavera, acordo bem cedo, ainda cansado do dia de trabalho anterior até a meia noite, já o relógio cronometra os minutos até às 15h para novo dia a bulir.
A maré é grande e aproveito para apanhar umas unhas para iscar, a hora boa para os dentuças ia ser lá para as 14h, hora essa que para mim, é para recolher, lavar material, tomar um duche, comer qualquer coisa e fazer-me a vida.


 Escolhi um spot, com muita gente nesta altura do campeonato, que ficam a olhar a espera que a maré suba para tentar apanhar uns sargos, mas nesta altura do ano faço muitas pescas de maré vazia, e sei rachas milagrosas para tal, começo a jornada a virar sargos de meio quilo numa escoa com meio palmo de água, tinha já a pesca feita quando entra o primeiro dentuças quileiro.

 
Pois foram 20 minutos intensos com grandes lutas, que totalizaram 6 sargos acima de quilo, quando o pessoal esticavas as canas, eu já ia para casa com 2 h de enchente e 10kg de peixe, e não com 50kg como muita gente pensa.
 
 
Dediquei-me a pesca do sargo aqui em Sines intensamente, perdendo horas para perceber onde os poderei apanhar em varias alturas da maré, para conciliar com o meu tempo disponível...
 
 
Com o resto das iscas e um sargo apanhado na hora, por vezes ainda tenho tempo de fazer um petisco rápido para o almoço.


Um parque de diversões para qualquer surfista
 

 
Para esta pescaria utilizei fio 0,28 com chumbicas de 3g, crucial para pescar de maré vazia e ter rendimento com essa cota de água...  
 
Uma situação muito triste, foi a morte de 2 pessoas numa semana, nas praias de Sines, antes da época balnear.
Sines tem uma forte presença de policiamento marítimo, varias são as entidades para tal, Guarda Fiscal, Policia Marítima, SEF, e o Próprio ISN... que por aqui tem boas condições e instalações para trabalhar.
Gostava de saber o que pensam e o que deveria ser feito para minimizar estas situações tristes, de mortes na praia, com tanto policiamento que temos por aqui.
Eu tenho a minha ideia, gostava de saber a vossa, o próximo post vou falar um pouco disso e explicar com meia dúzias de palavras de como se sai de um agueiro.
 
Até lá boas fainas .