quarta-feira, 21 de setembro de 2016

A primeira

Viva pessoal.
Com o verão a fechar portas, é altura de relembrar alguns bons momentos que ficaram registados, quem já acompanha o blog, sabe que os sargos são os reis das minhas pescarias, mas finalmente este ano apanhei uma douradeca de jeito.
 

Como o algarve é a minha segunda casa, este verão mais uma vez reuni umas fotos, não de pescarias, que ficaram de lado desta vez, mas de descanso, petiscos e algumas ondecas aproveitadas com o muito levante que marcou presença...

Este dia foi para as farruscas verem o pôr do sol.

 
No dia da dourada, juntei-lhe uns belos sargos para compor a caixa e mais umas unhas intermedias para a cerveja.
O meu vizinho algarvio,  ajudou a suportar o calor com as suas cervejas bem geladas, com a idade, já não há pachorra para a nigth, este ano fiquei mesmo pelos sunset a lobo do mar, com as safatas a dar a dar, lol...
 



O amigo Pedro deu-me as coordenadas para apanhar umas ondas de  levante, ainda o desafiei, mas o lobo no verão só quer estar ao fresco, enchi a barriga de ondas com água a escaldar e calor a montes, que sessões divertidas de surf eu fiz neste dia, parecia que estava num país tropical.

Com o calor que esteve, estes petiscos sabiam pela vida, boas fainas pessoal.


terça-feira, 6 de setembro de 2016

Aperitivo de verão

Boas amigos.
Cá estou  eu de volta para mais uma breve história sacada do nosso rico mar, com o melhor verão que há história dos últimos anos, sempre que consegui, lancei-me a água com a minha prancha, ora para pescar, mariscar ou surfar.
Sargos, percebes e polvos, foram hábito na minha rede aqui pelas minhas bandas, mais a sul por terras algarvias, foi mais conchas e cerveja com amigo Pedro lobodumar.blogspot.pt, que nunca falha com o petisco...
 
 
Costa Norte de Sines
 
Foi um verão com muito mar, mas volta e meia saíram uns percebes de luxo da pedra...
 
 
 
Com percebes destes, não são preciso muitos para se apanhar 2 quilos.
 
 
 
Sargos mariscadores apanhados com percebes
 
A sul em breve sai umas fotos, agora só mesmo o petisco, que foi de luxo como é habitual por aquelas bandas, como moro perto do Lobo do Lodo , ahahahahah, isso é outra história, combinamos e juntamos o útil ao agradável, com histórias de pesca, risota e umas geladas a mistura com marisco da ria, o que é que um pescador pode pedir mais??
Amigo Pedro, se o calor para o ano for igual, vou levar uns canelões para lançar ai dessa varanda, acho que volta e meia crava-se lá uma matulona, ahahahahahahah, temos é que mandar fazer um cesto dos grandes:)
 
 
Boas fainas
 
 

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O bico de pedra.

Boas amigos.
 
O bico de pedra que eu mais gosto aqui da minha costa, foi habitado por mim no inicio do verão, com toda a vontade de pescar e mariscar, pois com uma previsão rara e em conjunto com aminha disponibilidade, é quase impossível pescar naquela pedra durante uma maré cheia por completo.
Bem mas começando a faina de maré vazia, arranjei logo petisco para o jantar, 2 Kg de bons percebes, um búzio e 2 sargotes fizeram a combinação para um bom tinto.
 
 
Foi pena o telele estar embaciado e não reparei que as fotos não estavam boas, depois de mariscar bem, pego no puxeiro e nos óculos, que são duas armas novas das minhas ilhadas e começo a vasculhar as fendas e buracos, como tenho apanhado sempre um polvo ou dois, desta vez andei a vascolhar as rachas com a cabeça dentro de água, a bem a hora o fiz, apanhei 6 polvos que redram 4 quilotes, a coisa estava a correr de feição:)
 
 
Que bela maré eu tinha feito, e com o mar de feição apostei ancorar ali mesmo, onde nunca tinha conseguido fazer uma pesca completa durante a maré cheia, a maré era de 2.5, ideal para tentar estar ali, o mar era pouco mas ainda tive 40 minutos agarrado a prancha que por sua vez tinha o peixe amarrado e  mochila ás costas, para o mar não me derrubar, volta e meia uma xanada e apanhava os sargos ali  mesmo debaixo dos pés:)
 
 
 
 
Sargos na casa de meio quilo, pareciam irmãos, tudo belos listados para as brasas, mais 9 quilotes de material fresco de qualidade, a viagem de volta foi dura mas com um alma lavada e cheia de alegria;)
 
Fica a curta metragem já no final da faina, onde só faltou os polvos que já estavam na mochila.
 
video
 
Boa fainas!