sábado, 3 de dezembro de 2016

Uma boa alimentação.

Viva pessoal.
Um belo dia chuvoso e ventoso para fazer um relato animado e colorido, para se esquecer o dia cinzento, que dispenso, mas por vezes sabe bem, para descansar e estar em casa.
Nos últimos dias tenho tido algum tempo para pescar, mas as trovoadas têm me tramado os planos, é pena pois o tempo de sul é o meu preferido, fica mesmo bom aqui em Sines, pois a costa norte fica de costas para sul, o mar cai muito e o vento é ideal para pescar leve e conseguir grandes distâncias de lançamento.
 
 Algures no norte do país.
  
Mas este post é variado, as poucas pescas que fiz nos últimos dois meses, foram sempre rápidas ou ao  nascer do dia, quem me conhece sabe que gosto de me alimentar bem, e o objetivo principal é apanhar refeições de qualidade, não me interessa recordes, mas sim doses :) , aproveito esta época para tentar apanhar outras espécies, mas sempre com os sargos debaixo do olho.

 
Pensava que já não tinha fotos do verão, mas ainda tenho esta e um vídeo de uma pesca de alguns bons sargos, pois bem, falando dos mesmos, pesquisei e o sargo tem uma percentagem de 19g de proteína em cada 100g de peixe, o que é ideal para fazer uma dieta rica de proteína para manter a forma, pois muito pessoal, farta-se de correr e andar de bicicleta e o peso não desaparece, esquecem-se que uma dieta para ter sucesso, precisam de 70% de uma boa alimentação e descanso e os outros 30% é o treino.
Não sei o que é mais doloroso passar no McDonald`s e dizer adeus, ir para casa, amanhar um peixe e cozer uns legumes ou andar uma hora a correr e parar no Mac, para encher a pança, e vai o treino a vida, eheheheheh
  
 Uma navalheira com uma bejeca sabe pouco bem.
 
Claro que adoro uma grelhada de porco preto, o Mac também, umas cervejas, adoro correr e fazer desporto, e faço-o quando posso, mas com o passar dos anos, no meu ver com a vida familiar o trabalho, temos que tomar decisões se queremos nos sentir bem fisicamente, algum esforço ajuda, duas refeições são obrigatórias no nosso dia a dia, agora tempo para treinar e disponibilidade já não é bem assim.
Claro se conseguirmos fazer as duas coisas (alimentação e treino) excelente, mas certamente vai ficar muitas outras coisas por fazer e a regularidade para tal é muito complicada, agora uma coisa é certa, comer temos que o fazer todos os dias.
 
 O carapauzinho na brasa fica para o próximo post.
  
Com a idade tenho sentido como todos nós as mudanças no corpo, para mais faço turnos e trabalho muitas vezes de noite, quem nunca fez isso, não percebe a perturbação que faz no corpo (fadiga) e na mente (rabugice) eheheheheheh, por vezes acordo ao inicio da tarde e mesmo querendo ir fazer algum desporto (surf, futebol,correr) não tenho força para tal, o que não me acontecia a uns anos atrás.
 
Não sou daqueles que levo a alimentação a regras, mas cortei em algumas coisas, para sorte a minha adoro o que como e não sinto falta de muita coisa que comia dantes, e uma coisa é certa sinto-me melhor agora fisicamente do que há uns anos atrás quando surfava dias inteiros e mesmo na altura que joguei futebol (6 anos) semi profissional, dá  que pensar o que fazia mal nessa altura, onde a informação era escassa e também não se dava importância a tal, pois a idade era outra.
 
 
 Uma madrugada ferrei uma lula, que foi logo a brasa com uma cebolinha picada, para acompanhar um copo de tinto e não uma garrafa, eheheheheh, uma coisa que cortei já a uns bons anos foi os refrigerantes, vejo muita gente que bebe sumo para não beber álcool , esquecem-se que uma lata de sumo tem 8 pacotes de açucar dos pequenos, o maior inimigo de todos nós.

 
Bem mas cada um faz o que quer da sua própria vida, eu não sou um modelo de vida, pois quando é para comer e beber é comigo, ahahahahah, não o faço é sempre que quero!!
 
Outra madrugada dei com um belo polvo de 4 kg ao nascer do dia, quando o vi e preparava-me para o apanhar, apareceu um companheiro, para fazer o nascer do dia a lula, coisa que eu fazia muito antigamente onde se podia pescar em qualquer lado aqui em Sines, ainda me escapou da boca" belo Polvo que está aqui" mas ele a pescar mesmo em cima dele, nem ligou ou ignorou o que disse (se calhar pensou que eu testava a ter alucinações), depois foi a vida dele, e eu com 0,50 e um palhaço XXL ainda fui apanhar o menino, que ira para ceia de Natal.
  
 
Bem pessoal façam desporto e alimentem-se bem para conseguirmos ir em forma a pesca e gozar a vida, para acabar deixo uma curta metragens de um belo almoço ;)
Boas fainas.

domingo, 20 de novembro de 2016

Final da saga verão.

Ola pessoal.
Como tenho vindo a mostrar, foi mais uma  pesca  de verão forte em sargos, chega finalmente ao fim aqui no blog a saga verão, este foi um dia de Agosto bem quente e com sargos bons na espuma, fui saltando de pedra em pedra, a procura dos mesmos, que volta e meia os ferrava nas fendas habituais, onde eles costumam passar para se alimentar de percebe.
Mais um dia muito divertido para mim, onde consegui tirar bastante partido do tipo de pesca que mais gosto, ilhada sozinho ou bem acompanhado, com necessidade de mudar de ilha e procura-los e encontra-los em vários spots e amplitudes de maré, onde no fim da jornada enriqueci mais o meu conhecimento da área...
Pois é bastante porreiro quando se dá com o peixe numa pedra, mas este verão tenho mesmo a certeza que em meia dúzia de metros ao lado numa ilha próxima, pode estar cheia de peixe e a que estamos estar sem vida alguma e em 2 minutos ser o inverso.
 
 
Posso dizer que se libertei ai uns 20 sargos este verão foi muito, também posso agora revelar, que arrisquei bastante e apanhei muitos com a mochila as costas, prancha atada a pedra, peixe na rede atado a prancha, sempre pronto para ser expulso da pedra sem consequências maiores, onde foram varias as vezes que com a subida da maré, era fechar a cana, carreto na mochila e zarpar para uma pedra pescavel.
Os meus 20 anos de surf, ajudam a este à vontade e respeito pelo mar, onde só fazia isto com mares inferiores à 1 metro e período inferior a 10,  pois tudo o que é superior a isto é de ter mesmo muito cuidado.
 
 
 
Isto não quer dizer que tenho a segurança assegurada para pescar e nunca me irá acontecer nada, pois todo o cuidado é pouco com o mar, convém ver as condições varias horas antes da jornada, eu faço-o no tradicional windguru, mas não dispenso 3 sites de surf que todos me dão indicações parecidas, mas sempre com algumas diferenças.

 
 O lote mais normal deste verão.

 
A sardinha andou muito na minha mesa.
                                                                                                                                                  

 
Uma ondinha algures no levante algarvio.


As petiscadas com o amigo Pedro também foram saindo com frequência, no dia anterior ao petisco tinha-mos ido apanhar a ameijoa e uns lingueirões para virar uma gelada de branco no inferno algarvio que não deu tréguas este ano.


 
Boa semana, se possível com boas fainas!


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Finalmente outra.

Mais uma jornada de verão, desta feita com menos peixe, mas com continuação de qualidade nas capturas.
Consegui fazer a segunda dourada no meio dos sargos, um ano que ferrei muito poucas, por norma deixo fugir sempre 2 ou 3 das maiores...
 
Pôr do sol em Leça da Palmeira
 
Como tive que ir ao norte, nada como dar uma espreitadela nas ondas e mares daquela zona, dá para ver que que se trabalha de outra maneira por aquelas bandas, onde os espaços estão muito bem aproveitados e em condições decentes, para não falar nas condições para se fazer desporto... onde dão 10 a 0 ao sul do país.
 
Caixa composta com a cereja no topo do bolo.
 
Uma jornada bem bonita, com um sargo ou outro de vez enquanto, que para não variar de excelente bitola, era com cada negrão de dentes amarelos e gordos que até dava gosto, neste dia bati 3 ilhotas que estão perto uma das outras, só assim é que consegui ir forrando a rede.

 Não podia deixar de tirar uma foto a um pescador do norte, e de imaginar uma pescaria naquela ilhota lá fora ( V.N de Gaia) Afurada.

Arrumadinhos para a  foto.
 
O passeio da praxe a bonita cidade do Porto
 
Calor, mar porreiro umas unhas para o lanche, uns sargos bons com uma douradinha, era bom que fosse sempre assim:), boas fainas pessoal.